Menstruação atrasada: pode ser outra coisa que não gravidez?

Será que eu estou grávida?

Será que estou grávida? Essa é uma das primeiras perguntas que surge na cabeça das mulheres quando a menstruação atrasa. Causa de preocupação para umas, de alegria e ansiedade para outras, de impaciência, medo… os sentimentos multiplicam-se. Mas será que menstruação atrasada é sinônimo de gravidez? Continue a leitura, vamos descobrir!

É comum que essa seja a primeira coisa que a mulher pensa, já que a ausência de menstruação é o sintoma mais importante da gravidez e provavelmente o primeiro, junto de outros sintomas as vezes mais “discretos” dos quais a mulher pode talvez nem se dar conta. Mas a verdade é que atraso da menstruação nem sempre é sinal de gravidez.

Quando o atraso na menstruação é sinal de gravidez?

A menstruação atrasada é sinônimo de gravidez se, durante o período fértil do ciclo de ovulação – que ocorre alguns dias por mês–, um espermatozoide conseguiu chegar ao óvulo e fertilizá-lo. Ou seja, a gravidez só ocorre quando há a fecundação do óvulo. ¹

Se houv fecundação é esperado que a menstruação atrase.

A menstruação é definida como o processo fisiológico pelo qual as mulheres que não ficaram grávidas, expulsam o endométrio (que não será necessário para nutrir o feto), que sai como sangue menstrual pela vagina. Então, quando o óvulo foi fertilizado e o embrião se implanta na parede uterina, alguns hormônios são produzidos para impedir que o endométrio seja expulso.

Se houve sexo sem proteção, é lógico pensar que pode haver gravidez se a menstruação não vier. Nesse caso, primeiro, é recomendável fazer um teste de gravidez para descartar essa possibilidade.

Porém, como já adiantamos, nem sempre esse atraso é gravidez. Vamos ver, então, quais são as outras causas possíveis.

Não estou grávida, então, porque a minha menstruação está atrasada?

O teste de gravidez deu negativo, e a menstruação ainda não veio. E agora? Há muitas razões possíveis para menstruação atrasada ou ausente (amenorreia) ou, ainda, para que tenha cessado por completo.

Não estou grávida, então, porque a minha menstruação está atrasada?

Se a possibilidade de gravidez for descartada, a menstruação pode estar atrasada ou ausente devido a:

Lista de possíveis causas para menstruação atrasada

  • Síndrome de Ovários Policísticos
  • Hipotireoidismo
  • Questões emocionais: estresse e ansiedade
  • Menopausa e Climatério
  • Distúrbios alimentares
  • Amamentação
  • Doenças autominues

Vejamos agora, cada uma dessas possíveis causas.

Síndrome de Ovários Policísticos

Primeiramente, vamos entender a síndrome do ovário policístico. Conhecida pela sigla SOP, esse é um distúrbio hormonal muito comum. Estima-se que no Brasil haja 2 milhões de mulheres com essa condição. ²

SOP e alterações na menstruação

A síndrome aparece principalmente em mulheres entre 20 e 40 anos e pode causar problemas como irregularidade menstrual, aumento de pelos e acne, até outros mais graves como obesidade e até mesmo infertilidade e diabetes, por exemplo.

Hipotireoidismo

Assim como a síndrome do ovário policístico, o hipotireoidismo é um problema hormonal. A tireoide é uma glândula localizada no pescoço, logo abaixo da região que nos homens chamamos popularmente de “pomo de adão”.

Ela é responsável pela produção de hormônios que atuam em todo o organismo, por exemplo: na função do coração, do cérebro, do fígado e dos rins; na regulação do ciclo menstrual; na fertilidade; no peso etc.

As mulheres, de fato, são mais acometidas pelas doenças causadas pela tireoide, incluindo as difusas: hipertireoidismo e hipotiroidismo.

Então, quando a tireoide não funciona adequadamente sua atividade pode ser aumentada (hipertireoidismo) ou reduzida (hipotireoidismo), provocando vários efeitos negativos. ³

É justamente hipotireoidismo que causa lentidão do metabolismo e, assim, a mulher pode vir a apresentar alterações do ciclo menstrual, dentre outros efeitos.

Questões emocionais: estresse e ansiedade

O ciclo menstrual é facilmente influenciado por fatores externos ao sistema reprodutor. Logo, o estresse, por exemplo, já pode ser o suficiente para atrasar a menstruação por alguns dias.

Assim, o estresse ou a ansiedade em excesso podem afetar negativamente a produção hormonal da mulher. Desse modo, o estresse também pode fazer com que não ocorra ovulação em determinado ciclo, suspendendo a menstruação naquele mês.

Fatores emocionais e ambientais também podem se relacionar com a menstruação atrasada.

Quando falamos em estresse, estão incluídas situações como problemas profissionais, financeiros, familiares etc. Assim, alterações bruscas na rotina que influenciem no sono como, por exemplo, a necessidade constante de trabalhar de madrugada, também podem interferir no ciclo ovulatório normal.

Outro fator estressante que implica diretamente na menstruação é o estresse gerado pelo risco de ter engravidado em uma relação desprotegida. E esse processo pode ainda tornar-se uma bola de neve, pois a ansiedade também pode levar ao atraso menstrual, o que, por sua vez, provoca ainda mais ansiedade. 4

Menopausa e Climatério

Todas as mulheres devem passar pela menopausa, mas nem sempre é fácil identificar que esse momento está próximo. Para entender melhor essa fase, é importante saber a menopausa corresponde a última menstruação.

A chegada do climatério também pode desregular o cilco menstrual da mulher madura.

É importante saber que antes do fim desse estágio, tem-se o chamado de climatério, período de transição fisiológica que separa a fase reprodutiva e não reprodutiva da mulher.

O principal sintoma que define a proximidade da menopausa é a irregularidade na menstruação. Portanto, menstruação atrasada não é algo raro na fase madura da vida da mulher. 5

Distúrbios alimentares

Mulheres que apresentam distúrbios alimentares, como anorexia nervosa ou bulimia, podem ter o ciclo ovulatório irregular, uma vez que estes também são fatores relacionados aos atrasos menstruais.

Pouco peso pode ser causa da menstruação atrasada

Assim, estar com o peso corporal 10% abaixo do que é considerado normal em relação a altura considerando o Índice de Massa Corpórea (IMC) pode mudar a maneira como o corpo funciona.

É dessa forma que a falta de tecido gorduroso se relaciona ao ciclo ovulatório, reduzindo a capacidade do corpo feminino de produzir estrogênio. Por isso, é comum que mulheres que sofrem de anorexia ou fazem dietas extremas, por exemplo, geralmente não ovulem todo mês, apresentando não só atraso menstrual, como também risco de amenorreia que é a ausência completa de menstruação. 6

Transtornos alimentares como a compulsão alimentar pode levar ao ganho de peso excessivo, a gordura estimulada também produz hormônios que imitam o estrogênio causando um desbalanço hormonal que também pode causar atrasos menstruais.

Amamentação

Em função das alterações decorrentes da gestação, o retorno da menstruação depois do parto pode variar entre 2 meses até 1 ano. E isso também depende se a mulher está amamentando o bebê ou não.

Mãe que amamenta tende a não menstruar

Isso acontece porque os hormônios responsáveis pela produção de leite inibem o retorno da ovulação. Logo, o sangramento que ocorre durante os primeiros 45 a 56 dias após o parto não é menstruação, mas acontece por causa das estruturas que revestiam o útero, como por exemplo os restos da placenta. 7

Adolescência e menstruação atrasada

Menstruação atrasada na adolescência pode ser motivo de pânico para muitas pessoas e famílias. Afinal, infelizmente ainda é comum casos de gravidez na adolescência. Porém, a irregularidade menstrual nessa fase da vida da menina, que aos poucos vai chegando à vida adulta, é normal. 8

É importante lembrar que durante os primeiros anos que se seguem à primeira menstruação são caracterizados por irregularidade menstrual. Então, nessa fase é comum que os ciclos menstruais sejam mais longosdurando mais de 40 dias entre uma menstruação e outra.

Atrasos menstruais acontece porque muitos ciclos nesse período não têm ovulação devido à imaturidade do organismo da adolescente.

Os atrasos na menstruação nessa fase acontecem porque muitos ciclos nesse período não têm ovulação, por causa da  imaturidade do organismo da adolescente.

De todo modo, é fundamental que os pais levem a menina ao ginecologista, inclusive para receber orientação em relação ao início da vida sexual, explicações sobre as mudanças que o corpo está sofrendo, etc.

O que fazer quando a menstruação está atrasada?

Como vimos, existem vários fatores que podem alterar a menstruação. Um vez descartada a possibilidade de gravidez, é importante procurar um médico para avaliar a causa do atraso menstrual. O profissional vai avaliar o histórico da mulher e pedir exames para investigar o quadro e iniciar o tratamento adequado.

Gostou desse texto? Então acompanhe a Supera e compartilhe este artigo. Ajude a levar mais informação e bem-estar para as mulheres a sua volta!

Referências bibliográficas e datas de acesso:

1 – Gineco.com – 29/10/2020

2 – Drauzio Varella – 29/10/2020

3 – Hospital Santa Lucia – 29/10/2020

4 – Associação de Obstetrícia e Ginecologia de São Paulo – 29/10/2020

5 – Unimed Londrina – 29/10/2020

6 – MD Saúde – 29/10/2020

7 – Tua Saúde – 29/10/2020

8 – Revista Adolescência e Saúde – 29/10/2020