Quais os sintomas da menopausa?

quais os sintomas da menopausa

Por volta da idade de 45 até 55 anos, o corpo feminino começa a esgotar seus últimos óvulos e tem, então a última menstruação. E esse final da vida fértil é chamado de menopausa. Mas quais os sintomas da menopausa e o que acontece com o corpo nesse período?

Essa é, definitivamente, uma fase muito importante na vida da mulher. Afinal, é o fim de um ciclo que tem início lá na adolescência. Além da menopausa, as mulheres ainda precisam encarar o climatério, que é a fase mais crítica e a que merece mais atenção. 1

Assim, é importante conhecer cada detalhe do que pode surgir de sinal e saber como lidar com isso. Daqui para baixo, vamos te contar tudo que você precisa saber sobre esse tema.

saúde da mulher depois dos 40

Entendendo a menopausa

A menopausa é uma coisa normal e vai acontecer com todas as mulheres. Em geral, a menopausa acontece entre os 45 e os 55 anos, mas pode ocorrer mais cedo, como veremos adiante. Ainda que seja comum vermos o uso do termo menopausa para designar todo o período que indica o fim das menstruações, clinicamente essa palavra significa apenas o último sangramento menstrual. 

Logo, a confirmação de que a menopausa já chegou é um período de 12 meses seguidos sem que a menstruação venha. Durante esse tempo, há uma diminuição progressiva da produção de óvulos e hormônios, ou seja, há cada vez menos chances de a mulher engravidar. No final da menopausa, chega ao fim, de fato, a vida fértil da mulher. ²

Com a diminuição e, posteriormente, o fim da atividade dos ovários, o corpo passa a produzir uma quantidade muito menor de estrogênio. O estrogênio é o principal hormônio do corpo feminino, que controla funções sexuais secundárias. Por exemplo: o tamanho dos seios, a fertilização, o crescimento de pelos pubianos e o desenvolvimento da vulva. Mas ele também ajuda na distribuição de gordura pelo corpo e, por isso, faltando estrogênio, a mulher tende a engordar com mais facilidade. ³

Quais os sintomas da menopausa?

Em geral, os sintomas a seguir estão presente na maioria das mulheres quando atingem ou estão chegando na menopausa. E essa fase da menopausa tem o nome de climatério e pode durar dos 45 até os 65 anos. ¹

  • Menstruação irregular.
  • Ondas rápidas de calor.
  • Aumento do peso.
  • Diminuição do desejo sexual.
  • Desconfortos na vagina como: coceira, secura e dores.
  • Falta de sono.
  • Variações no humor.
  • Memória curta.
  • Dores de cabeça.
  • Dificuldade de ter atenção.

Além desses sintomas, as mulheres podem começar a perder cálcio nos ossos e ficarem mais vulneráveis a ter uma doença cardiovascular. Casos mais graves também incluem o desenvolvimento de um quadro de depressão. ²

Mas o contrário também é uma possibilidade. 2 em cada 10 mulheres não apresentam nenhum sintoma, ou sintomas muito mais brandos da menopausa. 4,5

Como aliviar os sintomas da menopausa?

Seria bem raro se nenhum desses sintomas ocorressem durante a menopausa. Mas a boa notícia é que dá para conviver com eles seguindo algumas dicas que fazem muito bem para a saúde.

Para começar, é possível e recomendado fazer a reposição hormonal para equilibrar a produção de estrogênio e todos os outros hormônios que o corpo deixa de produzir. Mas esse tipo de terapia não deve ser feito sem acompanhamento médico, afinal, é um tratamento cujas doses variam de mulher para mulher. Fale com um especialista e veja qual é a melhor recomendação de medicamento para você. 2,6

Além da reposição hormonal, a mulher também precisa cuidar com os perigos do aumento do colesterol, que é normal na menopausa. Assim, é preciso redobrar os cuidados com a saúde, mantendo os seguintes hábitos: ²

  • Não fume
  • Pratique atividades físicas. Mesmo as mais leves, como caminhadas diárias, já ajudam.
  • Tenha uma dieta rica em fibras, que ajudam a diminuir o colesterol ruim. As fibras estão presente, principalmente, nas frutas e nos vegetais.
  • Melhore sua produção de cálcio.
  • Bebidas alcoólicas não são proibidas, mas diminuir o consumo ajuda bastante.
  • Controle a pressão arterial diminuindo o consumo de sal e gorduras saturadas.

Efeito da menopausa na pele

Os sintomas da menopausa na pele

A menopausa também é um período marcante para a pele da mulher. Por conta das baixas no DHEA, que é o hormônio da juventude, a pele feminina apresenta os seguintes problemas: 7

  • Ressecamento.
  • Surgimento das rugas.
  • Manchas.
  • Falta de elasticidade.
  • Sensibilidade.
  • Extremos de ficar muito seca ou muito oleosa.

Para cuidar da pele nessa fase é preciso reforçar a hidratação. Assim, a pele pode se manter bem iluminada, firme, com a textura correta e livre de infecções. 7

Menopausa precoce

Como falamos anteriormente, a menopausa surge depois dos 45 anos da mulher. Mas algumas mulheres mal atingem os 40 anos e já começam a ter os sintomas. Essa é a menopausa precoce e acontece com, aproximadamente, 1% do sexo feminino. ²

O maior problema da menopausa precoce é que essas mulheres têm ainda mais chances de desenvolver doenças cardíacas e osteoporose. Por isso, as causas devem ser investigadas por exames médicos mais criteriosos. 8

Existem alguns motivos que podem levar a mulher a entrar precocemente na menopausa. Por exemplo: 2,8

  • Pode ser por questões genéticas relacionadas à mãe e às irmãs.
  • Pode ocorrer, também, em quem teve que passar por uma quimioterapia.
  • Cirurgias no ovário também têm alguma relação.
  • Remédios para acne.
  • Cistos no ovário.
  • Doenças autoimunes.

Quais as chances de engravidar na menopausa precoce?

A menopausa precoce acontece numa idade em que muitas mulheres ainda desejam engravidar. E o aparecimento desses sintomas antes da hora claramente assusta. Infelizmente, as chances de engravidar é menor do que 10%. Mas existem alguns procedimentos que podem aumentar essas chances. 

Por exemplo, a ovodoação – a implantação dos óvulos de outra mulher – podem fazer essa taxa subir para 50%. A fertilização é feita em laboratório, com técnicas in vitro. A doadora precisa ter menos de 35 anos, não ter histórico de doenças genéticas e nem ter contraído doenças sexualmente transmissíveis. Esse é um processo caro que não dá uma real garantia de que vai funcionar, mas é o procedimento mais promissor. 8

Além disso, com a devida recomendação médica, também é possível fazer a reposição hormonal. 8

sexo na menopausa

A menopausa e o sexo

Com o aumento da expectativa de vida e uma participação cada vez mais relevante das mulheres com mais de 40 na sociedade, como fica, afinal, a vida sexual delas da perspectiva da menopausa? A menopausa é o fim do sexo? A verdade é que existe muito menos libido e, por um tempo, algumas mulheres preferem evitar o sexo por conta do desconforto na vagina, que está mais seca e com o tecido mais fino. 9

Ter menos disposição para o sexo com o envelhecimento não é uma doença, portanto, não é como se você fosse obrigada a tratar isso. Mas, se isso de alguma forma te incomoda, existem algumas coisas que você pode fazer para que a sua vida sexual se mantenha ativa. 9

Dicas para melhorar seu desempenho sexual após a menopausa

  • Seja ativa! Se manter em movimento e fazer exercícios físicos vai te deixar com mais energia e, consequentemente, melhorar a imagem que você tem de si mesma. Um ótima soma à sua autoestima.
  • A dica que já demos de não fumar também vale para aumentar sua excitação, já que o tabagismo diminui o fluxo sanguíneo que vai para a vagina.
  • Não tenha vícios, afinal, eles podem retardar as respostas que o corpo dá aos estímulos.
  • Não pare de ter relações sexuais. O corpo vai ser muito mais estimulado conforme você pratica.
  • Durante o ato, não tenha pressa. Deixe o seu corpo ficar excitado no seu próprio tempo e lubrificado o suficiente para que o sexo seja confortável.
  • Faça exercícios na área pélvica para fortalecer os músculos que te levam ao orgasmo.
  • Coceira e irritação na área pélvica também pode ser infecção, então converse com a ginecologista se sentir qualquer coisa estranha.
  • Evite usar produtos que irritem sua pele.
  • Pergunte ao médico quais são as opções de medicamentos e reposições hormonais para aumentar a libido e a lubrificação.

sintomas da menopausa - vida sexual

É hora de aprofundar a relação

A menopausa também é um momento em que há mudanças psicológicas e surge uma nova perspectiva sobre a vida. Nesse momento, nem todos os problemas sexuais são médicos. Muito dessa solução pode vir de uma boa conversa com o parceiro ou parceira. Além disso, pode ser uma ótima oportunidade de rever a saúde de ambos, pois a vulnerabilidade a outras doenças também pode tornar o sexo menos produtivo. 9

Alguns tópicos para abordar em casal após a menopausa: 9

  • O que é bom e o que não é? Como os desejos e interesses dos dois mudaram ao longo da relação?
  • Quais são as posições mais confortáveis?
  • Em que momentos o casal se sente mais relaxado e aberto ao sexo?
  • Existe necessidade de mais tempo nas preliminares?
  • A mudança na aparência afetou alguma coisa?
  • Como o sexo pode ir além da relação vaginal?
  • Considere, também, a terapia de casal.

***

Viu como a menopausa não é o fim? É apenas o começo de uma nova fase. Esperamos que as nossas dicas tenham ajudado a tirar de vista todos os receios que surgem nessa época. E por aqui temos vários outros artigos sobre a saúde da mulher que são muito esclarecedores. Então, já salve o blog da Supera entre os seus sites favoritos.

Se quiser interagir com a gente, siga as nossas redes sociais. Estamos no Facebook e no Instagram. Nos vemos por lá.

Cuide-se!


Colaborou com esse artigo:

Dra. Karen Rocha De Pauw

Ginecologista – CRM-SP 106923

Site: www.doutorakaren.com


Referências bibliográficas a data de acesso:

1. Ministério da Saúde – 29/11/2020

2. Hilab – 29/11/2020

3. Toda Matéria – 29/11/2020

4. Jornal Cruzeiro – 29/11/2020

5. Medicine Net – 29/11/2020

6. Estácio – 29/11/2020

7. Derma Club – 29/11/2020

8. Minha Vida – 29/11/2020

9. Womens Health – 29/11/2020