Bronquite é contagiosa? Tire suas dúvidas sobre o problema

Bronquite é contagiosa? Leia e saiba mais!

Nessa época do ano, é comum o surgimento de várias doenças respiratórias como o resfriado, gripes, pneumonia, asma, bronquite e alergias em geral. Certamente você já ouviu falar dessas doenças, mas muitas coisas sobre elas ainda geram dúvidas! Por isso, hoje vamos falar da bronquite, doença respiratória que está entre os fatores de risco para COVID-19. Será que a bronquite é contagiosa? Quais são os tipos mais comuns da doença?Leia a até o fim e descubra isso e muito mais.

Brônquios pulmonares

Para entender o que é a bronquite,  é preciso saber o que são os brônquios pulmonares. Para simplificar essa missão, vamos retomar um pouco das aulas de ciências e rever a estrutura do nosso sistema respiratório. Acompanhe.

Sistema respiratório: estrutura 1, 2

O sistema respiratório humano é constituído por um par de pulmões e por vários órgãos e estruturas (algumas delas compartilhadas por outros sistemas, como o digestivo, por exemplo) que conduzem o ar para dentro e para fora das cavidades pulmonares. As principais são as fossas nasais, a boca, a faringe, a laringe, a traqueia, os brônquios, os bronquíolos e os alvéolos, os três últimos localizados no interior nos pulmões.

Estrutura sistema respiratório

Descendo pela traqueia (em azul na imagem acima), temos uma divisão progressiva em dois tubos, que se inicia formando um Y invertido. A essa estrutura ramificada principal chamamos brônquios. Essa divisão segue formando outras ramificações menores, como as raízes de uma árvore.

Para que servem os brônquios ³

O sistema respiratório do corpo humano é dotado de dois brônquios, o esquerdo e o direito, localizados no meio do tórax, logo abaixo da parte inferior da traqueia. Eles são responsáveis por fazer a conexão da traqueia com os pulmões, conduzindo o ar. Os brônquios se dividem progressivamente em ramificações menores até atingirem tamanhos muito pequenos, recebendo o nome de bronquíolos.

Agora que você entendeu o que são e onde ficam os brônquios, está pronto para entender o que é a bronquite. Vamos lá!

O que é bronquite?

A bronquite é uma doença respiratória caracterizada pela inflamação dos brônquios. Nesta condição, há inflamação na parede dos brônquios gerando tanto inchaço local como a produção e acúmulo de muco/secreção. O interior do brônquio passa a ter seu espaço diminuído.

A tosse está entre os sintomas de bronquite, sserá que ela é contagiosa?

Assim, o espaço pelo qual o ar passa fica parcialmente bloqueado, provocando ataques de tosse e, em alguns casos, falta de ar e chiado no peito (conhecido clinicamente como sibilo).

Tipos de bronquite 4

Essencialmente, existem dois tipos de bronquite: a aguda e a crônica.

Bronquite aguda

bronquite aguda ou traqueobronquite é frequentemente precedida por uma infeção respiratória do trato superior, como o resfriado comum, sinusite, amigdalite, otite média,  faringite, ou a laringite, por exemplo.

Por mais que possam ser algo simples, quando não tratadas adequadamente, essas infecções podem chegar aos brônquios.

Dessa forma, o diagnóstico de bronquite aguda ocorre quando, em casos de infeção respiratória aguda com tosse, esta se prolonga por até algumas semanas mesmo após os outros sinais e sintomas de infeção terem desaparecido.

Bronquite crônica

Já a bronquite crônica é uma doença mais grave e que é provocada por uma irritação ou inflamação da mucosa brônquica de forma continuada.

Esta doença é caracterizada por tosse com expectoração mucosa, o conhecido catarro, que dura pelo menos três meses, com episódios recorrentes durante pelo menos dois anos consecutivos.

A essa altura, você deve estar se perguntando: E a “bronquite asmática“? Ou mesmo e a”bronquite alérgica“, não é? Esse é um ponto importante de ser esclarecido.

Bronquite asmática e bronquite alérgica: esses tipos de bronquite existem? 5

Os termos bronquite alérgica e bronquite asmática são usados para descrever a asma.

Não cnfunda bronquite com asma

asma é uma doença crônica que tem como causa a inflamação das vias aéreas e pode ser chamada também de bronquite asmática ou asma brônquica, já que também atinge os brônquios e tem sintomas comuns a bronquite.

asma é uma doença crônica que tem como causa, a inflamação das vias aéreas (principalmente brônquios e bronquíolos) e pode ser chamada também de bronquite asmática ou asma brônquica. É, portanto, um tipo específico de bronquite, relacionado a mecanismos alérgicos, com veremos adiante. Tem sintomas semelhantes aos que detalhamos para as bronquites em geral, como tosse, chiado, e falta de ar.

A asma afeta tanto crianças quanto adultos, sendo considerada um problema mundial de saúde, uma vez que afeta cerca de 300 milhões de pessoas em todo o mundo. Estima-se que no Brasil o problema atinja aproximadamente 20 milhões de pessoas.

A principal diferença entre a asma e as demais bronquites (basicamente relacionadas a infeções das vias aéreas, como já dito, e exposições a substâncias inalantes), é que, a na asma, a inflamação das vias aéreas se deve a mecanismos alérgicos e não necessariamente agentes microbianos. Geralmente, ela está relacionada a exposição a substâncias irritantes (alérgenos), tais como pólen, mofo e ácaros, por exemplo

Sintomas de bronquite 4

Os sintomas da bronquite, tanto aguda quanto crônica, são comuns. Veja a lista que preparamos para simplificar.

Lista sintomas de bronquite aguda:

  • Tosse:  é o principal sintoma da bronquite devido à inflamação da mucosa dos bronquíolos, que gera uma irritação e sensibilidade na região, levando à tosse, que pode ser seca ou com catarro.
  • Ronco ou chiado no peito: ao respirar, é comum que haja chiado no peito. Isso porque as vias respiratórias estão parcialmente bloqueadas ou obstruídas, dificultando a passagem de ar, o que gera os ruídos.
  • Fadiga: é possível que o paciente sinta cansaço ou fadiga intensos devido à baixa entrada de oxigênio nos pulmões. Além disso, em função dos diversos mecanismos inflamatórios, o organismo tende a ficar debilitado e, portanto, mais fraco.
  • Dificuldade para respirar e falta de ar: esses sintomas são bastante comuns e ocorrem em função da obstrução das vias respiratórias, pois a inflamação dificulta a entrada ou saída de ar dos pulmões.
  • Desconforto no peito: o desconforto e em alguns casos até dores no peito são causadas pela tosse constante, que gera esforço na musculatura.

Os sintomas que anunciam um ataque de bronquite aguda são azia e dificuldade para respirar. Além deles, podem aparecer também a dor de cabeça, a dor de garganta, a febre e a rouquidão — comuns em resfriados e gripes. O paciente costuma sentir melhora em poucos dias, mas a tosse tende a durar por mais algumas semanas.

Desconforto no peito pode ser sintoma de bronquite

Por outro lado, a bronquite crônica apresenta outros sintomas, veja:

Lista sintomas de bronquite crônica:

  • Inchaço nos tornozelos, pés e pernas.
  • Lábios roxos devido ao nível baixo de oxigênio.
  • Infecções respiratórias frequentes, como resfriados ou gripes, por exemplo.

Conhecido os sintomas, é preciso saber o que causa a bronquite, afinal a causa é dos itens que definem se uma doença é contagiosa ou não. Vamos entender melhor:

Causas da bronquite

Em relação às causas, há diferenças entre a bronquite aguda e a bronquite crônica.

Bronquite aguda causas 6

A bronquite aguda é aquela que surge, geralmente, como uma complicação de outras infecções (como resfriados, por exemplo) àquelas causadas por vírus, são as mais comuns, embora algumas infecções também podem ser causadas por bactérias.

A bronquite de causa viral pode ser causada por uma variedade de vírus comuns, incluindo o vírus influenza (gripe). Nesse caso, mesmo depois de curada a infecção viral, a irritação por ela gerada continua a produzir sintomas por semanas.

Algumas vezes, a bronquite bacteriana ocorre depois de uma infecção viral do trato respiratório superior. Entre as bactérias que causam bronquite aguda as mais comuns são Mycoplasma pneumoniaeChlamydia pneumoniae e Bordetella pertussis (que causa a tosse comprida).

Pelas causas da bronquite aguda, você já deve ter percebido que sim, ela pode ser contagiosa, afinal de contas, a maioria das vezes a doença acontece por conta de uma infecção causada por vírus. Mas e a bronquite crônica, será que é contagiosa? Vamos entender mais sobre essa manifestação da doença a seguir:

Bronquite crônica causas 7

O cigarro é um dos vilões das doenças respiratórias

A causa mais comum para o desenvolvimento da bronquite crônica é o tabagismo. Porém, há outras possíveis causas, tais como exposição por muito tempo a agentes irritantes químicos no trabalho ou mesmo a poluição do ar.

Estas substâncias irritam as vias respiratórias, provocando inflamações. A bronquite crônica é mais comum em homens de meia idade, embora possa afetar qualquer pessoa que tenha respirado substâncias irritantes durante um longo período de tempo.

Bronquite é contagiosa?

Como explicamos, a bronquite aguda pode ser contagiosa ou transmissível, ou seja, ela é uma doença que se transmite de pessoa para pessoa, quando é causada por vírus – os mesmos vírus que causam a gripe (influenza), por exemplo.

O contágio nesse caso ocorre por meio das gotículas de saliva liberadas no ar durante os espirros e na tosse. Quando essas gotículas emitidas por um doente infetado entram em contacto com os olhos, boca ou nariz de outra pessoa, esta pode contrair a doença.

O público mais vulnerável à infecção e, consequentemente de desenvolver quadros de bronquite aguda, são os idosos, as mulheres em puerpério e as crianças jovens. Do mesmo modo, as pessoas que fumam ou que convivem com fumantes apresentam maior risco de ter bronquite aguda e mesmo de desenvolver bronquite crônica.

Já no caso da bronquite crônica, não existe qualquer risco de contágio, mas existem sim fatores que aumentam o risco de desenvolver a doença, como por exemplo o tabagismo e a exposição frequente a agentes irritantes, além do refluxo gastroesofágico (repetidos ataques de azia).

Então, vemos que a bronquite, assim como outras doenças respiratórias, tanto pode ser contagiosa, como pode ser prevenida. Portanto, cuide de si e de quem você ama tomando todos os cuidados de prevenção!

Se você gostou desse texto, acompanhe a Supera e compartilhe esse artigo, pois assim você ajuda a levar mais informação e saúde para as pessoas a sua volta!


Colaborou com esse artigo:

Dr. Leonardo Ruffing
Infectologista e Clínico Geral – CRM-SP 129537

Referências bibliográficas e datas de acesso:

1 – Dr. Pereira – 19/06/2020

2 – Anatomia e Fisiologia Humanas – 19/06/2020

3 – Cuidados pela vida – 19/06/2020

4 – Saúde e Bem-estar – 19/06/2020

5 – Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia – 19/06/2020

6 – MSD Manual – 20/06/2020

7 – Ada Health – 20/06/2020