Rinite e Sinusite: Entenda 8 diferenças entre as doenças

rinite e sinusite

“Eu tenho rinite e sinusite” você já ouviu essa frase? Parece bastante comum que as pessoas considerem que têm as duas condições ao mesmo tempo. Será que isso é realmente algo comum? Hoje vamos entender um pouco mais sobre as duas doenças e aprender 8 formas de identificar as diferenças entre elas. Confira:

O que é rinite?

A rinite é uma inflamação da mucosa do nariz e pode ter várias causas. Um resfriado, por exemplo, pode ser uma rinite infecciosa. Mas quase sempre quando as pessoas falam em rinite, estão se referindo aos problemas causados pela rinite alérgica, que aparece quando o paciente se expõe aos causadores de alergia, conhecidos como alérgenos. ¹

O que é sinusite?

Como já explicamos em outro texto aqui no blog, a sinusite é a inflamação das mucosas que revestem os espaços ocos nos ossos da nossa face. Essa região é conhecida como seios da face e fica na área óssea do nariz, das maçãs do rosto e  da região medial da testa/fronte. Embora quase todo mundo conheça a doença apenas como sinusite, o termo rinossinusite é a forma correta de definir a doença, pois o processo inflamatório também afeta a mucosa do nariz. ²

Qual a diferença entre rinite e sinusite?

É bastante comum que as pessoas confundam os sintomas de rinite e sinusite, pois como vimos, as duas doenças atacam o trato respiratório superior, também conhecido como vias aéreas superiores, que incluem as fossas nasais, a faringe e a laringe.

Por isso, para entendermos melhor a diferença entre a rinite e a sinusite, é importante prestar atenção aos locais onde a inflamação está instalada e também em quais são as suas causas.

A rinite é a inflamação nas mucosas do nariz, causada por infecções virais, como gripes, ou alergias a partículas estranhas ao corpo, como a poeira, o pólen, pelos de animas, mofo e a fumaça do cigarro, por exemplo.

Já a sinusite é a inflamação nas mucosas dos seios da face e nas cavidades no interior dos ossos do rosto. A sinusite, na maioria das vezes, é provocada por bactérias, mas também pode ser causada por vírus, fungos ou como consequência de uma rinite alérgica. ²

Diferença entre os sintomas de rinite e sinusite

Mas afinal como saber onde exatamente está a inflamação se nas duas situações o nariz, a garganta e todo rosto acaba ficando irritado e sensível? Uma das formas é avaliar os sintomas prestando atenção ao tipo de coriza, dor e incômodos que aparecem. Veja 8 formas de diferenciar a rinite da sinusite:

Rinite e sinusite, entenda as diferenças e semlehanças

 

Vale a pena comentar: a tosse causada pela sinusite frequentemente piora ao deitar, pois é muito comum que nesse momento, a secreção escorra dos seios da face e provoque a tosse.

A rinite e a sinusite podem aparecer juntas

Embora esse texto tenha sido dedicado a apresentar a diferença entre as duas condições, a rinite e a sinusite podem aparecer ao mesmo tempo.

Outra condição comum é a rinite causar uma sinusite, já que uma vez inflamada a mucosa do nariz, essa inflamação dificulta a saída de muco dos seios da face. Às vezes, a inflamação da mucosa nasal acaba se estendendo aos seios da face. |Ambas situações favorecem proliferação bacteriana e aparecimento da Sinusite Bacteriana. Daí a importância de higiene nasal e tratamento precoce da Rinite!

A rinite alérgica – que é também o tipo mais comum de rinite – não tem cura, mas tem tratamento e controle. As crises podem ser evitadas eliminando os fatores que causam a alergia. Para entender mais sobre as causas e prevenção da rinite alérgica, acesse nosso artigo completo sobre o tema: clique aqui.

Vale lembrar que as rinites causadas por vírus, costumam desaparecer assim que a pessoa se recupera da gripe ou resfriado. 

Os casos de sinusite aguda podem ser curados em poucos dias e até mesmo de modo espontâneo, desde que o organismo esteja saudável e desempenhando suas funções imunológicas corretamente. As sinusites crônicas também podem ser curadas, assim que a causa primária seja resolvida, como por exemplo, após uma cirurgia para corrigir o desvio de septo. ³

Para se recuperar mais rápido, priorize a limpeza do seu ambiente e evite alérgenos que podem atrapalhar a sua respiração. Fique longe do mofo, bolor, fumaça de cigarro e outros poluentes do ar.

Para finalizar, lembre-se de manter uma alimentação saudável e rica em nutrientes e que auxiliem no fortalecimento das defesas do seu organismo! Veja quais são os melhores alimentos para aumentar a imunidade quando está doente.

Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos e ajude a esclarecer todas as dúvidas sobre esse tema!


Colaborou com esse artigo:
Médico revisor:
Dr. Leonardo Ruffing – Infectologista e Clínico Geral
CRM SP 129537


Referências bibliográficas e datas de acesso

1 – Minha Vida – 14/04/2020

2 – Hospital Sírio Libanês – 14/04/2020

3 – Unimed – 15/04/2020