Ejaculação precoce: sinais, sintomas e tratamentos

Ejaculação precoce sinais e sintomas

Sinal de desconforto e vergonha para muitos homens, a ejaculação precoce é um problema comum e pode acontecer em qualquer idade. Porém, ignorar isso não fará com que o problema desapareça. A investigação sobre a origem da ejaculação precoce, seus sinais e sintomas, é necessária e, quase sempre, a solução é mais simples do que parece!

Gozar rápido pode até ser uma coisa normal, afinal, muitas vezes os homens estão excitados demais e se deixam levar pela empolgação. Mas a partir do ponto em que o homem vai perdendo o controle disso com mais frequência e com apenas uma estimulação mínima, o sexo pode não ser mais tão bom quanto antes, o que pode ser frustrante.

No texto a seguir, vamos te explicar o que é, exatamente, a ejaculação precoce e quais são os sintomas e sinais para ficar de olho. Além disso, você vai ter respostas de como tratar e curar esse problema. Então, a sua vida sexual e a da pessoa com quem você divide a cama pode ser muito melhor.

O que é ejaculação precoce

O que é a ejaculação precoce?

A ejaculação precoce é o nome dado para quando o homem passa a perder o controle da própria ejaculação. Assim, o homem ejacula já no início da transa e não consegue mais dar e receber prazer por meio da penetração. Isso, sem dúvida, pode ser muito frustrante para as duas pessoas. ¹

Além disso, a ejaculação precoce pode ser primária, que é a que acontece ao longo da vida sexual por motivos variados; e ela também pode ser secundária, que geralmente está relacionada com a disfunção erétil, assunto do qual também já falamos aqui. ¹

Ejaculação precoce: sinais e sintomas

Os dois principais sinais da ejaculação precoce têm a ver com o tempo em que o homem leva para gozar. Preste atenção se: ¹

  • A ejaculação ocorre antes mesmo da penetração.
  • Ou se a ejaculação acontece logo que você começa a penetrar, em média até um minuto depois.

Outra coisa bem importante é entender que orgasmo é uma coisa e ejaculação é outra. O orgasmo é o ponto mais alto do prazer sexual e pode, assim, vir antes ou até junto da ejaculação. Só que o simples fato de o homem gozar antes pode atrapalhar a chegada do orgasmo, já que ele nem mesmo tem tempo de fazer todo o caminho que o levaria ao orgasmo. ²

Igualmente, preste atenção para não confundir ejaculação precoce com disfunção erétil, que é o que vamos explicar a seguir.

Ejaculação precoce e disfunção erétil

Sim, ejaculação precoce e disfunção erétil são coisas diferentes.

A primeira nem mesmo é considerada uma doença. A ejaculação precoce é reconhecida muito mais como um problema emocional. Além disso, é muito mais fácil de tratar. Já a disfunção erétil é, sim, um problema de saúde. Em alguns casos, inclusive, a disfunção é causada por causa da ejaculação precoce. ²

Outra diferença é que a disfunção é quando o homem não consegue mais chegar ao orgasmo e à ejaculação, ou demora muito mais do que o normal. ²

O que causa ejaculação precoce?

Quais são as causas da ejaculação precoce?

As causas da ejaculação precoce podem ser tanto de origem biológica (mesmo que não seja considerada como doença) quanto psicológica. Ela pode estar ligada a uma série de fatores. ³

As causas psicológicas da ejaculação precoce

  • Pode ser um acontecimento durante as primeiras experiências sexuais, já que o garoto pode estar muito ansioso.
  • Abusos e violência sexual também podem traumatizar a ponto de a pessoa não conseguir mais manter uma relação sexual minimamente normal.
  • Pode ser que o homem esteja com a autoestima baixa sobre as questões do próprio corpo.
  • Pode, também, estar ligado aos casos de depressão.
  • A própria preocupação sobre não ejacular muito rápido pode, de fato, fazer com que o homem ejacule antes da hora.
  • Sentimento de culpa também podem fazer com que a pessoa tenha tendência a apressar os encontros sexuais e amorosos.

Causas biológicas que podem levar à ejaculação precoce

  • Níveis anormais de hormônios, estejam eles maiores ou menores que os níveis normais.
  • Substâncias químicas cerebrais, como os neurotransmissores, em níveis diferentes dos habituais.
  • Inflamação ou infecção na próstata ou na uretra.
  • Características herdados da genética da família.
  • Muita sensibilidade no pênis.

Outras causas da ejaculação precoce

Além de todos os casos citados anteriormente, outros fatores também podem contribuir diretamente para um quadro de ejaculação precoce. Por exemplo, a disfunção erétil. Neste caso, o homem pode ficar tão preocupado em conseguir ejacular sem demorar muito que isso pode acabar criando um padrão de comportamento. Assim, o homem passa a querer sempre gozar mais rápido e transforma a disfunção na ejaculação precoce. Lembrando que nenhuma das duas opções leva a uma vida sexual plena. ³

A ansiedade também pode ser algo para atrapalhar, principalmente quando outros problemas estão envolvidos, como autoestima, estresse diário, entre outras coisas. A isso, podemos acrescentar, igualmente, os problemas mal resolvidos no relacionamento amoroso que nada têm a ver com o sexo. ³

Tratamentos de ejaculação

Como tratar a ejaculação precoce? Tem cura?

As opções mais comuns para tratar e curar os sinais e sintomas da ejaculação precoce passam por técnicas comportamentais, medicamentos e aconselhamento de médicos e psicólogos. Mas nem sempre isso é algo rápido. Até você encontrar a técnica que mais funciona para você ou uma combinação delas, pode levar um tempo. Mas, em geral, a união dos medicamentos com as terapias são muito eficazes para acabar com o problema de ejaculação. 4

Entenda melhor as opções de tratamento:

Técnicas comportamentais

O seu médico de confiança pode recomendar que você evite a relação sexual por um tempo. Mas isso não quer dizer que você estará “proibido” de ter prazer na companhia de outra pessoa. Você pode, por exemplo, se concentrar em outros tipos de brincadeiras e jogos sexuais. Deste modo, isso pode aliviar a pressão sobre seus encontros. Mas fique tranquilo! Esta é uma técnica passageira que deve durar só até você se sentir pronto outra vez.

Exercícios para exercitar o assoalho pélvico

O assoalho pélvico nada mais é do que um músculo. Sendo assim, você também pode exercitá-lo do mesmo modo como você já pode ter pensado em malhar os braços. Mas como fazer isso? Siga os passos a seguir:

  • Primeiramente, encontre o músculo correto. E é bem fácil. Quando você for fazer xixi ou soltar gases, comprima o que faz ambas as coisas saírem do seu corpo. Assim, você encontrou o local correto.
  • Depois disso, você precisa aperfeiçoar essa técnica. Tente usá-lo enquanto se masturba, fazendo o mesmo movimento de apertar o músculo para que você não goze muito rápido.
  • Por fim, aprenda a administrar essa técnica junto com o controle de outras áreas do corpo. Tente não prender a respiração nem tencionar demais os músculos do abdômen ou das pernas. Mantenha a calma e não perca o foco.
  • Faça isso pelo menos três vezes por dia até que isso seja feito automaticamente na hora certa.

A técnica de pausa e aperto

Outra instrução que os médicos recomendam muito é a técnica de pausa e aperto. Explicando:

  • Você começa a transa normalmente e vai seguindo tudo da maneira como você sempre faz, até que você sinta que está prestes a ejacular.
  • Agora, peça para a outra pessoa apertar o seu pênis bem na ponta por alguns segundos, fechando o canal por onde o esperma vai sair, até que esse ímpeto da ejaculação passe.
  • Repita ao longo da transa até vocês dois sentirem que já é hora de parar. Com o treino frequente, assim como na técnica anterior, isso pode se tornar algo natural.

Mas fique atento se isso por acaso causar dor ou algum desconforto. Nesse caso, é melhor você ir fazendo pequenas pausas ao longo da relação sexual para ir baixando os níveis de excitação.

Terapias sexuais masculinas

Camisinhas

Outro grande aliado na diminuição da sensibilidade do pênis é o uso das camisinhas. Nas farmácias, você encontra várias opções que contém benzocaína e lidocaína, capazes de retardar a liberação do esperma. Além do mais, a camisinha previne doenças muito sérias e a gravidez indesejada, o que é sempre bom lembrar.

Anestésicos

Além dos preservativos com compostos anestésicos, você também encontra nas farmácias algumas marcas de gel anestésico ou spray. Em geral, eles devem ser passados entre 10 e 15 minutos antes da relação sobre toda a área do pênis. Porém, vá com calma no uso desses produtos. Algumas pessoas relatam efeitos colaterais, como a perda temporária da sensibilidade e a diminuição do prazer. E não só no homem como também na parceira ou parceiro. Na dúvida, converse tanto com o médico quanto com a pessoa com quem você vai ter relação.

Medicamentos

A ejaculação precoce, ainda que não seja considerada uma doença, pode ser solucionada com o uso de alguns medicamentos capazes de retardar a ejaculação. Além dos medicamentos específicos para isso, alguns antidepressivos e analgésicos podem provocar o mesmo efeito.

Mas aqui vai uma dica que não dá para esquecer: ninguém deve tomar medicamento sem prescrição médica.

Aconselhamentos

Em muitos casos, um método muito eficaz é se consultar com um profissional de saúde mental. Além das sessões ajudarem os homens a lidarem melhor com os problemas que podem estar ligados com a rapidez da ejaculação, esses profissionais são capacitados para receitarem os medicamentos que, combinados com outras técnicas, vão resultar na melhoria geral do seu desempenho.

Essas sessões também podem ser compartilhadas com sua parceira ou parceiro, já que a frustração e a raiva podem dominar o relacionamento diante desses problemas. Para isso, existem terapeutas especializados na saúde sexual dos casais.

***

Para você que é homem, é sempre bom lembrar que esse tipo de problema não precisa ser motivo de vergonha. Perca o medo de falar sobre ejaculação precoce se você sentir os sinais e sintomas. Não é saudável para você nem para a pessoa que você ama deixar o problema ignorado só porque isso pode mudar a imagem que o outro tem de você. Com as nossas dicas, certamente sua vida sexual pode ser muito mais plena!

E se você gostou desse conteúdo e quer ficar por dentro das melhores dicas de saúde e bem estar, siga as nossas redes sociais Facebook e Instagram. Até a próxima! =)


Colaborou com este artigo:

DR.THIAGO CAVENAGHI CASTANHEIRA
CRM 184.643


Referências bibliográficas e a data de acesso:

1. Boston Medical Group – 10/01/2021

2. Instituto Lado a Lado pela Vida – 10/01/2021

3. Mayo Clinic – 10/01/2021

4. Mayo Clinic – 10/01/2021