Dores nas juntas: conheça 8 problemas que podem causá-las

DORES NAS JUNTAS

Você já sentiu os joelhos doerem? E as costas? E os cotovelos? É comum a gente ouvir que essas são as dores nas juntas, mas por trás dessa expressão existem várias doenças que podem estar acontecendo. E todas elas podem, de fato, prejudicar o funcionamento das articulações e das cartilagens a médio e longo prazo.

Em seguida, vamos desvendar para você, de um jeito fácil, todos esses nomes que você já pode ter ouvido, que geralmente são simplesmente relacionados a artrite e artrose.

E se você é jovem e pensa que estas informações não são para você, calma lá! Algumas das doenças dos ossos não acontecem só por causa do avanço da idade. Elas podem surgir como consequência de outros problemas de saúde, por exemplo.

Por isso, siga com a gente até o final para saber tudo sobre dores nas juntas.

Dores nas juntas: o que é uma junta?

Dores nas juntas: o que é uma junta, afinal?

Já parou para pensar em como os nossos ossos fazem os movimentos? Um osso encaixa no outro formando uma espécie de engrenagem. A junta é, bem como explicamos, esse encaixe entre dois ou mais ossos. ¹

Algumas juntas são fixas, como as do crânio, por exemplo. Outras são móveis e são chamadas de articulação. ¹

Além das juntas existem os ligamentos, que são como se fossem fibras elásticas que se prendem na membrana que cobre cada osso e que ajuda a manter os ossos no lugar. Se não fosse isso, nosso esqueleto simplesmente desmontaria quando a gente se mexesse. ¹

Principais tipos de doenças das articulações: as dores nas juntas explicadas

Você provavelmente já ouviu falar sobre artrite e artrose, e a seguir listamos outras, que vamos explicar em detalhes na sequência. 1,2

  • Artrose/osteoartrite.
  • Artrite.
  • Artrite reumatoide.
  • Gota.
  • Tensão no joelho.
  • Bursite.
  • Epicondilite.
  • Tendinite.

Artrite e Artrose

Artrite: as dores nas juntas causadas por inflamação

Artrite e artrose são as doenças de juntas mais conhecidas e, inclusive, muita gente até confunde as duas. Mas vamos entender quais são, de fato, as diferenças.

A ARTRITE é, na verdade, uma inflamação nas articulações. Nesse caso, as articulações estão inteiras, mas prejudicadas por lesões ou infecções. A inflamação é, em suma, uma resposta do corpo para algo que não está bem. As principais causas da artrite são obesidade, uso exagerado das articulações, traumatismos diretos ou indiretos e até bactérias e fungos. 3,4 

Artrose, também chamada de osteoartrite

Diferente da artrite, a ARTROSE é um desgaste do amortecimento entre um osso e outro. Para que os ossos consigam fazer um movimento, eles possuem uma cobertura de cartilagem, que é pra um osso não ter atrito com o outro. Assim como as rugas que surgem na pele quando envelhecemos (por falta de nutrientes como o ácido hialurônico, por exemplo) a cartilagem também sofre com o avanço da idade. Assim, ela se desgasta com o uso e causa dores nas regiões onde a cartilagem afinou. 5,6

A artrose também é chamada de OSTEOARTRITE e pode começar a aparecer por volta dos 40 anos, mas é mais comum a partir dos 60. Nas mulheres, a incidência mais comum é nas mãos e nos joelhos. Já os homens costumam sofrer mais com a artrose na junção do fêmur com a bacia.5,6

Como a artrose é um processo natural do corpo, quase todo mundo vai ter a doença, porém nem todos vão sofrer as dores. Cerca de 5 em cada 10 pessoas vão registrar dores causadas por essa condição. 6

Artrite reumatoide – por que as mulheres devem se preocupar?

A artrite reumatoide é uma variação da artrite que ataca muito mais as mulheres do que os homens, com idade entre 50 e 70 anos. Apesar disso, ainda é possível que os homens tenham a artrite reumatoide. Infelizmente, a medicina não sabe – ainda – o que causa essa incidência tão grande no sexo feminino. Contudo, em geral, as causas costumam ser decorrentes de questões ambientais e/ou genéticas.7

A artrite reumatoide é uma inflamação crônica nas membranas sinoviais, que é uma camada do tecido conjuntivo. Esse tipo de artrite acontece em várias articulações ao mesmo tempo, assim como mãos, cotovelos, punhos, joelhos, coluna, ombros e pés. 7

Sintomas de artrite reumatoide

  • Rigidez nas articulações que começa pela manhã e pode durar o dia todo.
  • Diminuição do apetite.
  • Perda de peso.
  • Cansaço.
  • Febre.
  • Inchaço nas juntas.
  • Deformação da região afetada.

Ainda não existe uma cura para a artrite reumatoide, porém, quanto mais cedo for diagnosticado e tratado das formas que veremos a seguir, maiores são as chances de o paciente ter mais qualidade de vida – apesar da doença. No entanto, se não for tratada, pode levar à perda total dos movimentos. 7

Artrite e artrose: prevenção e tratamento

Os tipos de tratamento e de prevenção para as dores nas juntas causadas pela artrite e pela artrose são variados. Assim, as opções a seguir podem a ajudar a diminuir a dor, desinflamar as articulações e impedir o avanço da doença. 8,9

  • Medicamentos, para tratar a doença já existente.
  • Fisioterapia, para melhorar a qualidade dos movimentos e tirar a inflamação.
  • Cirurgias, em casos mais graves.
  • Consumo de alimentos anti-inflamatórios, como orégano, pimenta caiena, alho, brócolis, gengibre, abacaxi, entre outros.
  • Praticar exercícios físicos regularmente.

Causas de dores nas juntas

Dores nas juntas: quais outros problemas podem ser?

Além da artrite e da artrose, existem outras doenças ósseas para ficar de olho, afinal, elas podem tornar o seu dia a dia muito menos produtivo. Ainda que a maioria delas não seja tão grave, vale a pena prevenir e cuidar. 8

Gota

Um dos tipos de dores nas juntas pode ser a gota, que é uma doença causada quando o sangue está com muito ácido úrico. Esse ácido úrico acaba ficando acumulado nas articulações.

A gota causa dor, inchaço e vermelhidão nas regiões articuladas, principalmente no dedão do pé e no joelho. Por isso, se você sentir muita dor ao colocar seus pés no chão ou caminhar, procure um ortopedista para saber se é gota ou algum outro problema de articulação. Somente um profissional pode recomendar um tratamento adequado de como eliminar o ácido úrico através da urina e curar as dores – que são comuns entre pessoas que se alimentam com muitas proteínas e alimentos ácidos.

Tendinite

A tendinite é uma inflamação nos tendões, que é o que faz músculo e osso ficarem ligados um ao outro. Quem tem tendinite costuma sentir muitas dores no local afetado, assim como inchaço, vermelhidão e dificuldade de movimentar.

A tendinite surge, principalmente, em pessoas que movimentam alguma área do corpo muitas vezes do mesmo jeito, acarretando a famosa lesão por esforço repetitivo. Pessoas que praticam alguma atividade em academia ou aquelas que passam longas horas digitando no computador são apenas alguns exemplos. Mas cuidar da tendinite é fácil. Quando você sentir muitas dores, remédios simples para dor podem funcionar, assim como repouso da região afetada.

tendinite e outras dores nas juntas

Epicondilite

A epicondilite é uma das formas de dores nas juntas que surgem no braço. Essa doença é a inflamação dos músculos extensores que começam no punho e vão até o cotovelo. Inclusive, é no cotovelo que a epicondilite é sentida com mais frequência, mas ela pode, também, afetar o antebraço. Com frequência, ela é chamada de “cotovelo de tenista”, já que esportes como tênis ou outros que utilizam raquete costumam causar este problema.

A maioria das pessoas começa a perceber que está com epicondilite quando começa a sentir dificuldade em pequenas tarefas como, por exemplo, escovar os dentes, pentear o cabelo ou escrever.

O uso de medicamentos e a realização de fisioterapia são, sem dúvida, os métodos mais eficazes para o tratamento da epicondilite.

Bursite

A bursite é a inflamação de um tecido que fica bem no ombro, que é a bursa sinovial. Porém, a bursite não dá apenas dores nos ombros. O braço todo é, de fato, muito afetado e enfraquecido. Assim como as dores, aparecem sintomas como formigamento do braço e uma grande dificuldade em mexê-lo até a altura da cabeça.

A bursite, no entanto, acontece bastante entre pessoas cujas atividades impliquem com as mãos acima da cabeça. Por exemplo: pintores, repositores de estoque, praticantes da musculação, nadadores, entre outros.

Visto que a bursite limita tanto esse movimento, o tratamento mais recomendado é a fisioterapia. Porém, o médico também pode recomendar um tratamento temporário com medicamentos para a dor, por até 7 semanas.

Torção do joelho

Alongamentos pesados, pancadas e movimentos bruscos podem levar pessoas de qualquer idade a terem torção no joelho. Assim, o movimento mais afetado é o andar, uma vez que o joelho atingido por esse problema passa a não se movimentar com a mesma facilidade.

Diferente dos anteriores, a torção no joelho pode ser tratada imediatamente com aplicação de gelo sobre a região, assim como o repouso. Mas se os sintomas continuarem, você já sabe: procure um médico!

Infecções pelo vírus da dengue também podem causar dores nas juntas

E já que estamos falando de dores nas juntas e as doenças que causam isso, não podemos deixar de citar as infecções pelo vírus da dengue, da Zica e da Chikungunya. Ao mesmo tempo em que esse vírus causa sintomas como febre e cansaço, ele também leva o infectado a ter dores nas articulações.

Em contraste com as outras causas de problemas articulares, para esse tipo de infecção não é recomendado tomar nenhum medicamento fora do hospital. Aliás, esse tipo de doença obriga o paciente a notificar os órgãos de saúde, por isso, se você sentir sintomas que podem ser dengue, Zica ou Chikungunya, vá imediatamente ao pronto socorro mais próximo. Se você tomar medicamentos sem a supervisão de um médico, pode acabar tendo hemorragia interna e isso é muito perigoso.

Em geral, o tratamento é feito por medicamento e repouso por alguns dias.

***

Agora que você já sabe que as dores nas juntas vão muito além de artrite e artrose, que tal compartilhar essa informação para que mais gente saiba? Mostre às pessoas que elas podem confiar nas nossas informações, afinal, contamos com vários especialistas para verificar tudo.

E convidamos você também a ficar muito mais informado nas nossas redes sociais, Facebook e Instagram.

Até a próxima!


Colaborou com este artigo:

Dr. Ricardo Hideki Nozuma – CRM 108088


Referências bibliográficas e a data de acesso:

1. Só Biologia – 16/02/2021

2. Tua Saúde – 16/02/2021

3. MD Saúde – 16/02/2021

4. Unifesp – 16/02/2021

5. HCor – 16/02/2021

6. Sociedade Brasileira de Reumatologia – 16/02/2021

7. Drauzio Varella – 16/02/2021

8. Tua Saúde – 16/02/2021

9. Globo Repórter – 16/02/2021