Como tomar anticoncepcional e 5 dicas para não esquecer mais!

Como tomar anticoncepcional corretamente?

Como tomar anticoncepcional? Pode parecer um questionamento ingênuo, talvez até associado às mulheres mais jovens e que ainda estão passando pelas mudanças da puberdade. Mas, na realidade, muitas mulheres já adultas ainda não sabem o modo correto de utilizar a pílula anticoncepcional. E isso, como todos sabemos, pode gerar uma gravidez indesejada.

A fim de desvendar esse método já tão conhecido, hoje vamos falar sobre o modo correto de tomar a pílula. Entender o que é esse método e também dar dicas para não esquecer de tomar o comprimido.

O que é a pílula anticoncepcional ¹

A pílula é um comprimido que a mulher toma uma vez ao dia com a finalidade de evitar a gravidez. Existem basicamente dois tipos de pílula. A mais comum, ou mais utilizada, é pílula a combinada.

O que é uma pílula

Outro tipo de pílula é a chamada minipílula, esta contém apenas um hormônio, no caso a progesterona. A minipílula é uma alternativa para mulheres onde o uso do estrogênio é contraindicado, como no caso de mulheres que estão amamentando, por exemplo.

Antes de falarmos dos tipos de pílula, vejamos a lista de vantagens que esse método tão tradicional oferece:

Vantagens do uso da pílula anticoncepcional ¹

  • Altamente eficaz quando utilizada conforme indicação;
  • Possibilita a não interrupção da vida sexual, permitindo desfrutá-la com espontaneidade;
  • Algumas pílulas podem reduzir o fluxo e a dor nas menstruações;
  • Algumas pílulas podem ter efeito positivo no controle da acne;
  • Pode ser tomada durante muito tempo.

Além disso, a pílula é um método simples, fácil de usar. Contudo, requer alguns cuidados para que seja de fato efetiva. Veremos isso mais adiante. Continue a leitura.

Tipos de pílula anticoncepcional ²

Basicamente, as pílulas são divididas em duas categorias:

  • Pílulas de progesterona (minipílula): apresentam uma carga hormonal mais baixa, impedindo a entrada das células do esperma no útero ou “enganando” os sensores localizados no hipotálamo que verificam que as quantidades de progesterona no sangue a fim de inibir a maturação dos folículos, ou seja, nesse caso não ocorre a ovulação.
  • Pílulas combinadas: apresentam a combinação de progesterona e estrogênio, sendo divididas em monofásica, bifásica e trifásica.

Tipos de pílulas anticoncepcionais combinadas

  • Monofásicas: trazem uma dose de esteroides constante em todos os comprimidos da cartela.
  • Bifásicas: apresenta dois tipos de comprimidos com os mesmos hormônios, porém, em proporções diferentes.
  • Trifásicas: pílulas que trazem três tipos de comprimidos com os mesmos hormônios em proporções diferentes.

Existe ainda a variação no tempo de pausa, existência de menstruação ou não e de período em que a mulher toma a pílula. A mais comum dura 21 dias, mas existem também pílulas de 22, 24 e 28 dias. ³

Cartela de anticoncepcional

Todos esses fatores influenciam no como tomar esse anticoncepcional, portanto, a escolha deve ser feita pelo ginecologista de acordo com as características da mulher.

Como tomar o anticoncepcional pela primeira vez

As mulheres têm várias opções de contraceptivos para evitar uma gravidez indesejada. O que torna a decisão por um método uma escolha difícil e até um risco, se não houver informação adequada. Por isso, a importância do apoio e orientação do médico ginecologista já no início da idade reprodutiva.

Assim, ao iniciar o uso do anticoncepcional, a mulher deve tomar o primeiro comprimido da cartela no 1º dia da menstruação e continuar a tomar uma pílula por dia no mesmo horário até o fim da cartela, sempre seguindo as instruções presentes na bula.

Anticoncepcional de 21 dias

Deve-se tomar um comprimido por dia até o final da cartela, sempre no mesmo horário, totalizando 21 dias com o uso da pílula. Ao fim da cartela, deve-se fazer então uma pausa de 7 dias, que é quando ocorre a menstruação, e iniciar uma nova cartela no oitavo dia da pausa, independente da menstruação.

Anticoncepcional de 22 dias

Do mesmo modo, deve-se tomar um comprimido por dia até o final da cartela, sempre no mesmo horário, totalizando 22 dias tomando a pílula. Ao fim da cartela, faz-se uma pausa de 6 dias, então, no sétimo dia, inicia-se uma nova cartela, independente da menstruação.

Anticoncepcional de 24 dias

Assim como ocorre com a pílula de 21 dias, mulher deve tomar um comprimido por dia até o terminar a cartela, cuidando para tomar sempre no mesmo horário, totalizando 24 dias com pílula. Em seguida, é feita uma pausa de 4 dias, quando normalmente ocorre a menstruação, então, no quinto dia, inicia-se a nova cartela, independente da menstruação ter aparecido ou de ter teminado.

Anticoncepcional de 24 dias

Anticoncepcional de 28 dias

Como nos outros anticoncepcionais, no de 28 dias a mulher toma um comprimido por dia até o final da cartela, sempre no mesmo horário, totalizando assim 28 dias com uso da pílula. Quando terminar a cartela, deve-se iniciar outra logo no dia seguinte, sem pausa entre elas.

A pausa pode estar embutida em quatro comprimidos de placebo ou pode ser contínua para suspender a menstruação.

“Esqueci de tomar o anticoncepcional”, e agora??

A correria do dia a dia, estar fora de casa, viajar e até o estresse causado pelo trabalho ou pelos estudos estão entre os principais fatores que podem levar ao esquecimento ou atraso na ingestão da pílula anticoncepcional, afetando a sua eficácia e, consequentemente, aumentando a chance de uma gravidez indesejada.

Esquecer de tomar anticoncepcional

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), se a pílula for tomada conforme as indicações da bula, seu índice de falha é de 0,3% em média, ou seja, é um método muito seguro. No entanto, na prática, o chamado índice de falha real, que é influenciado pelo comportamento da mulher, pode chegar até 8% por causa de esquecimentos ou desrespeito ao horário de ingestão do comprimido. 4

Além de uma possível gravidez, esquecer a pílula pode gerar efeitos importantes sobre o bem-estar emocional da mulher, levando a busca de orientação médica e à utilização de pílulas anticoncepcionais de emergência. Por isso, também a importância de se usar o preservativo, afinal, a camisinha previne não só a gravidez, mas ainda as doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), incluindo o vírus da Aids.

Mas, afinal, o que fazer se esquecer de tomar o anticoncepcional? Como voltar a tomar a pílula de modo correto?

Como voltar a tomar anticoncepcional depois de esquecer? 5

Por regra, a mulher deve tomar assim que se lembrar. Porém, os anticoncepcionais não funcionam todos da mesma forma.

Iniciar uma nova cartela

As pílulas anticoncepcionais combinadas de estrogênio e progesterona oferecem certa flexibilidade em caso de esquecimento, ou seja, a mulher pode tomar até 3 a 4 horas depois do horário estabelecido. Há ainda pílulas que na bula trazem a informação de até 12 horas de tolerância em caso de atraso.

Por outro lado, esses atrasos no horário de ingestão da pílula não devem se tornar um hábito, pois a eficácia do método é comprometida gradativamente conforme passam as horas, mesmo que a mulher se mantenha dentro do limite de atraso.

Caso o tempo de esquecimento ou atraso da ingestão da pílula ultrapasse as 12 horas, será necessário que a mulher inicie todo o ciclo novamente, como se fosse a primeira pílula da cartela, pois, nesse caso, não é possível estimar com precisão o risco de gravidez. Nestes casos a menstruação poderá vir irregular com fluxo anormal.

Já o anticoncepcional que contém somente progesterona devem ser tomado rigorosamente no mesmo horário.

Como não esquecer de tomar anticoncepcional?

Esquecer de tomar o anticoncepcional não trará problemas na saúde da mulher, mas pode levar a uma gravidez indesejada. Quanto mais fiel ao horário, menos chances de engravidar.

Tomar sempre no mesmo horário

Então, para não esquecer de tomar o anticoncepcional, o melhor é adotar algumas estratégias. Anote essas dicas!

Dicas para não esquecer de tomar o anticoncepcional

  • Dê preferência ao período da manhã para tomar o anticoncepcional, assim, mesmo que esqueça, ainda terá dia todo para lembrar e, com isso, o tempo do esquecimento será inferior a 12 horas.
  • Escolha um horário em que você já está habituada a fazer alguma outra atividade, a fim de associar aquela situação ao horário de tomar o medicamento.
  • Coloque alarmes no seu celular. Se estiver ocupada, não desative o alarme, simplesmente, coloque-o em modo soneca e só desligue depois de tomar o anticoncepcional.
  • Faça uso de algum aplicativo de controle do ciclo menstrual e cadastre nele o lembrete para tomar a pílula, isso funcionará não só como os alarmes do celular, mas também para controle das falhas no uso do medicamento.
  • Leve o comprimido com você, assim, caso esteja fora de casa, não corre o risco de perder o horário de tomar o anticoncepcional.

Se mesmo com essas dicas o esquecimento acontecer, é importante saber que existes uma variedade de métodos contraceptivos, inclusive, de longo prazo e que desobrigam a mulher de ter de tomar pílulas diariamente. Uma possível troca no método pode ser benéfica, contudo, requer avaliação e orientação médica, sempre.

Gostou dessas dicas? Acompanhe a Supera e compartilhe este artigo. Assim, você ajuda a levar mais informação e bem-estar para as mulheres a sua volta!


Colaborou com esse artigo:

Dra. Karen Rocha De Pauw
Ginecologista – CRM-SP 106923
Site: www.doutorakaren.com


Referências bibliográficas e datas de acesso

1 – Viva sua vida – 14/07/2020

2 – Clínica Momento Mulher – 14/07/2020

3 – Bulário – 14/07/2020

4 – GaúchaZH – 15/07/2020

5 – Drauzio Varella – 15/07/2020